terça-feira, 28 de julho de 2009

Suminagashi

Olá a todos! Estou de volta.
Tenho alguns selinhos para postar e agradecer mas ainda não vai ser hoje. Por agora vou mostrar algumas experiências que andei a fazer com papéis!
Quando comecei a ver papéis marmorizados quis logo experimentar. Andei pela Internet à procura de informações, técnicas, etc.A técnica da marmorização de papel mais divulgada foi desenvolvida na actual Turquia, por volta do século XV, tendo por denominação Ebru. É uma arte lindíssima, podem encontrar-se vários vídeos no youtube, por exemplo. Nesta técnica utiliza-se uma matriz gelatinosa formada por água e algas, hidroximetilcelulose ou até farinha (eu já experimentei com maizena e funcionou!) e as tintas são colocadas a "flutuar na sua superfície, sendo depois trabalhadas com pauzinhos, pentes, etc.Nas minhas pesquisas, no entanto, surgiu a expressão Suminagashi. Esta é uma técnica ainda anterior ao Ebru! Surgiu no Japão, embora alguns autores acreditem que foi importada da China. É uma técnica que cria padrões mais abstratos e delicados do que o Ebru, já que as cores são depositadas à superfície da água.A minha primeira experiência foi uma desilusão :) fiquei com só com papéis molhados e deformados no final. Ontem decidi experimentar de novo, com técnica melhorada. E consegui! Tradicionalmente é feita com Sumi (tinta para caligrafia) ou com a chamada tinta da China. Eu não tinha, por isso tentei com tinta acrílica, que tem a vantagem de não necessitar de spreader (não tenho tradução para isto, desculpem). Primeiro é deitada água num tabuleiro e depois uma gota de spreader à superfície. Nos protocolos que encontrei referiam um produto da Kodak chamado Photoflo, mas basta uma solução de uma gota de detergente para louça concentrado em um copo de água (o diploma em Bioquímica serve também para isto). Depois uma solução diluída (na conta certa) é aplicada com um pincel, a tinta vai-se espalhar, no centro toca-se com um pincel com spreader. Depois é usar a imaginação!
Aqui está o resultado:
Como podem ver experimentei muuuiiito! Nas fotos não dá para ver muito bem :( A juntar aos meus parcos conhecimentos de fotografia está o facto de as cores ficarem muito mais claras com esta técnica. Só faltou experimentar uma coisa. Quando se marmoriza com esta técnica também se sopram as cores com uma palhinha, só que eu não tinha, então fiz assim mesmo.
Ficou bonito? Eu achei! Claro que ao vivo é muito diferente, as fotos não fazem justiça mesmo! Estou ansiosa para os dobrar.
Até amanhã,
beijinhos e boas dobras,

Sandra.

1 comentário:

Ψ ﺴ Ρяϊη¢єىå ﺴ Gµєяяєϊяå ﺴ Ψ disse...

Olááááá!!!
Isto de não ter tempo para visitar as amigas, ai, ai, ai ;)
Adorei os papeis, ficaram muito giros, claro que ao vivo é sempre diferente :)
Eu já experimentei a técnica da marmorização com os miúdos da primária, e fazia com tinta a óleo, que ficava a flutura na água. Com um pente, ía misturando para criar matizes e depois a técnica de passar a folha e colocar a secar.
Sei que tenho uma data de técnicas num caderninho, quando tiver tempo, lol, para as descobrir, mando mail :)
Beijooooooooossss,
Manela