quarta-feira, 12 de maio de 2010

De volta aos papéis + tutorial bagunça com cera!

Olá!

Hoje estou de volta com mais um post sobre papéis originais. Como todos sabem a falta de papéis bonitos para origami aguçou em mim o engenho. Já mostrei várias versões de papéis marmorizados e também papéis pintados com lápis de cera (que eu usei para o Radianta). Daí que tive ideia de brincar mais um pouco com os velhinhos lápis da minha infância.Já agora, sabem porquê este súbito interesse pela crayola? Estive à procura de uns livros velhos em casa dos meus pais e encontrei a clássica caixa de 24 cores num canto, pobre a abandonada, e achei que devia dar uma nota utilizade para ela.
Desta vez decidi aquecer as coisa, literalmente. Aqui está o resultado. Depois vamos ao procedimento, OK?
Podem ver também qual o modelo que eu escolhi para usá-los! O Sparaxis da Ekaterina Lukashenka. Já dobrei um par de módulos para experimentar e ficaram uma delícia. A forma de dobrar acaba por ser familiar ao Radianta, por isso se eu postar o vídeo (está nas suas mãos) este poderá ajudar com os dois modelos. Essa Ekaterina é talentosa ou não é, digam lá?
Continuo com problemas em fotografar convenientemente cores. Ao vivo está uma explosão de cor, parecem confetis!
Aqui em maior pormenor quatro dos padrões. A folha de cima e a de baixo têm o mesmo padrão mas podem ver que virando ao contrário as cores ficam menos vibrantes, mais pastéis.

Como fiz? Com bagunça, como não podia deixar de ser. Mas querem mesmo saber? Precisam de um ferro de engomar, papéis (podem ser brancos ou de outras cores, eu usei reciclado) e cuidado (para não se queimarem nem sujarem todo o ferro de cera, a bem das suas roupas).
1. coloquem a primeira folha sobre uma superfície lisa e resistente ao calor.
2. raspar várias cores de lápis de cera sobre a folha, de acordo com o gosto de cada um.
3. colocar uma segunda folha por cima da primeira, com cuidado para ficarem alinhadas.
4. colocar uma outra folha por cima das 2, de tamanho maior, ou então um pano velho que cubra todo o aparato.
5. passar com o ferro de engomar não demasiado quente, para que o papel não enrugue. De imediato as cores começam a derreter e a ligar-se aos papéis.
6. Podem levantar com cuidado a folha de cima para verem se a cera já derreter o suficiente.
7. Coloquem os papéis de lado e dobrem a gosto!

Espero que gostem da nova brincadeira com papéis. É divertido e os papéis ficam muito interessante, além de ficarem parcialmente impermeabilizados pela cera.

Boas dobras e beijinhos,

Sandra

Sem comentários: