segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Once upon a time…

Olá a todos! Hi everyone!

Estou de volta a Portugal. A apresentação no congresso correu muito bem e ainda deu tempo para passear em Munique, em plena época de Oktoberfest.

I’m back in Portugal. My presentation in the congress was great and I had some time to see the sights in Munich, right on time for Oktoberfest.

Aqui estou eu, saboreando uma sandwich de salsicha (pelo menos acho que era isso).

Here am I tasting a sausage sandwich (at that’s what I thought it was).

Muenchen

Mas hoje a história é outra. Era uma vez uma adolescente apaixonada por vernizes para unhas, há muito muito tempo atrás (OK, não muito tempo. 12 anos no máximo?). Certo dia ela abriu uma revista Elle e viu algo maravilhoso. Chamava-se Nail Mosaic e era um novo verniz da MaxFactor. Ao ser aplicado nas unhas ele quebrava em mil pedaços… Naquele tempo a MaxFactor era muito difícil de encontrar em Portugal (agora é impossível, deixaram de vender) mas ela procurou, procurou, sem sucesso. Até que começou a procurar além fronteira, e em Espanha ela encontrou o objecto da sua afeição. O verniz era tudo o que ela esperava e ainda mais (podem acreditar na minha palavra, procurei na net mas não encontrei nem uma foto). Ele poupou-o tanto que ele acabou por secar, deixando a pobre num estado de desconsolo total.

But today there is a different story to tell. Once upon a time there was a teenager in love in nail polish, a long lon time ago (OK, not that long, 12 years maximum). Certain day she opened Elle magazine and saw something wonderful. It’s name was Nail Mosaic and was MaxFactor’s newest polish. Upon being applied to the nail it cracked into a thousand pieces… Those days finding MaxFactor in Portugal was very hard (now it’s impossible, as it is not sold here any more), but she looked, and looked with no luck. So she started searching abroad and in Spain she found the object of her affection. The polish and everything and more (you can take my word for it, I looked for a photo online but wasn’t lucky). She spared it so much it eventually dried, leaving the poor creature in a terrible state of mind.

Até que, ao entrar numa loja Douglas no longínquo estado da Baviera, ela sentiu algo que não pensava poder voltar a sentir… OK, parou, para quem ainda não percebeu esta história é minha. Estava eu a fazer compras em Munique quando dei de caras com um mostruário da marca sueca Isadora, com a sua mais recente criação: Graffiti nail polish! Podem ver o site do produto neste link.

Until, entering a Douglas store in the far state of Bavaria, she felt something she thought she wouldn’t be feeling again… OK, stop, for those of you who didn’t get it this is my story. I was shopping in Munich when I saw the new Isadora nail collection: Graffiti nail polish! You can see the product in this link.

O verniz custou €8,90 mas vale cada cêntimo. Havia mais cores mas eu comprei a Black Tag porque era a única cor “polivalente” do conjunto (excepto o branco, mas eu não posso com verniz branco). Pode usar-se por cima de qualquer verniz, de qualquer marca. Ele começa a rachar logo assim que se aplica, por isso rapidez é fundamental. Ele seca muito rápido e com efeito mate, que eu não gosto, por isso uso um top coat brilhante por cima (comprei um baratinho por €1,99 lá, de secagem rápida, da Catrice, marca que eu não conhecia).

The polish cost me €8,90 but is worth every cent. There were more colours available but I bought Black Tag, because it was the only “polyvalent” of the collection (except for white, but I can’t stand white polish). You can use it over any polish, any brand. It starts cracking right away so speed is fundamental. It dries very fast with mate effect, which I don’t like so I apply a glossy top coat (I bought a fast dry cheap one there by €1,99 from Catrice, a brand I didn’t know).

Querem ver o resultado? Wanna see the result?

grafiti

A cor base é um dourado da Andreia (oops, não sei o número).

The base is a golden polish by Andreia (I don’t know the number).

Cada unha fica diferente da outra mas o efeito é muito mais aleatório e louco que com o Nail Mosaic.

Each nail looks different but the effect my much more random and crazy than with Nail Mosaic.

Espero que tenham gostado! Peço desculpa aos seguidores que não são viciados em unhas pintadas, mas eu sou e tinha que partilhar com vocês. Quem quiser ver mais Graffiti polish pode ir a um dos meus beauty blogs favoritos, Fashioned in Finland, neste post.

I hope you liked it! To my non-polish-addicted followers, I’m sorry! But I’m the way I am and I had to share this with you. If someone wants to see more of this Graffiti polish, you can go to one of my favourite beauty blogs, Fashioned in Finland, in this post.

xoxo

Sandra.

Sem comentários: